Topo
Este site usa cookies
Os cookies que usamos permitem usufruir de todas funcionalidades e ter uma boa experiência de utilização. Os cookies essenciais são imprescindíveis para o bom funcionamento do site e só podem ser desativados alterando as preferências do browser. Os cookies analíticos recolhem e analisam informação sobre a utilização do site, de forma anónima, que nos ajuda a melhorar a experiência de navegação.
Aceita cookies analíticos?
Serviço Nacional de Saúde
República Portuguesa

Hospital Beatriz Ângelo

Navegação Principal do site

Informações para Acompanhantes


A presença de um acompanhante está prevista no Internamento, na Urgência, no Bloco de Partos, no Hospital de Dia Cirúrgico e no Hospital de Dia Médico, de acordo com as regras estabelecidas. 

No Internamento

Está prevista a presença de acompanhante no internamento:
  • Para os doentes com menos de 18 anos de idade.
  • Para as pessoas deficientes ou em situação de dependência.
  • Para as pessoas com doença incurável em estado avançado.
  • Para as pessoas em fase final de vida.
Nos casos em que o doente for portador de doença contagiosa e em que o contacto com outras pessoas possa representar um risco para a saúde pública, o direito à presença de acompanhante pode não ser contemplado.

O acompanhante pode colaborar na prestação de cuidados, desde que assim o entenda e sempre sob orientação e supervisão dos profissionais de saúde.

No Bloco de Partos

As grávidas podem ser acompanhadas durante o trabalho de parto e o parto pelo futuro pai ou por um familiar por elas escolhido. Não é permitida a troca de acompanhantes.

No caso de realização de cesariana e de partos por fórceps ou ventosa está interdita a presença de acompanhante.

No caso de situações clínicas graves, de comportamento inadequado do acompanhante, de falta de condições para o normal funcionamento do serviço ou por indicação médica, a presença de acompanhante pode não ser contemplada. 

No Serviço de Urgência

Os doentes admitidos no Serviço de Urgência têm direito a um acompanhante por si indicado, sempre que as circunstâncias o permitam.

Nos casos em que fique comprometido o segredo clínico, em que comportamento do acompanhante perturbe ou interfira com o normal funcionamento do serviço ou quando a sua presença possa comprometer as condições e requisitos técnicos a que deve obedecer a prestação de cuidados médicos para que estes sejam eficazes, a presença de acompanhante pode não ser contemplada, ou mesmo determinada a sua saída do serviço de urgência. 

No Hospital de Dia Cirúrgico e Hospital de Dia Médico
 

Está prevista a presença de um acompanhante para os doentes submetidos a intervenções cirúrgicas que não exijam internamento (cirurgia ambulatória), a exames realizados com sedação e a tratamentos em hospital de dia. As regras aplicáveis a estes acompanhantes dependem dos procedimentos a que cada doente é submetido.

 

 

 

A informação constante nesta área foi resumida do Regulamento de Visitas e Acompanhantes do Hospital Beatriz Ângelo. 

voltar
 
 
Luz Saúde, S.A., Sociedade Aberta © 2018