Topo
O site do Hospital Beatriz Ângelo usa cookies para assegurar uma experiência de utilização adequada e para conhecer o fluxo de visitas e suas características.
Ao navegar neste site está a consentir a utilização de cookies. Para mais informações consulte a Política de Cookies.
Serviço Nacional de Saúde
República Portuguesa

Hospital Beatriz Ângelo

Navegação Principal do site

Rui Maio é o novo professor catedrático da Nova Medical School

2018-01-22

Rui Maio é o novo professor catedrático da Nova Medical School

Rui Maio, diretor clínico do Hospital Beatriz Ângelo, diretor clínico adjunto do Hospital da Luz Lisboa e diretor dos departamentos de cirurgia dos dois hospitais, é o novo professor catedrático da Nova Medical School – Faculdade de Ciências Médicas (FCM) da Universidade Nova de Lisboa (UNL)

O cirurgião do HBA e do HL Lisboa, que é também professor universitário há vários anos, atinge assim o topo da sua carreira académica, passando a partir de agora a ocupar também o lugar de professor catedrático de Cirurgia e Morfologia Humana na FCM da UNL. Rui Maio já era, desde 2013 (ano em que fez provas de agregação), coordenador e responsável pela unidade curricular ‘Estágio de Cirurgia’ do 6º ano de Medicina na Nova Medical School, sendo ainda, desde o ano passado, também o regente de todo o 6º ano, ano profissionalizando do curso.

Rui Maio doutorou-se em 2008 na Faculdade de Medicina de Lisboa, onde iniciou o seu percurso académico, tendo depois feito as provas de agregação já na FCM da Nova de Lisboa, universidade onde, em agosto passado, se candidatou ao concurso publico para o lugar de professor catedrático de Cirurgia e Morfologia Humana.
De acordo com o edital deste concurso, o júri foi presidido pelo reitor da UNL, António Rendas, tendo feito parte, como vogais, Francisco Castro e Sousa, Paulo Costa, Fátima Carneiro, José Fragata e João O’Neill, médicos e professores universitários de várias faculdades de Medicina do país. A decisão de atribuir o primeiro lugar no concurso a Rui Maio, depois das provas públicas feitas por todos os candidatos admitidos, foi anunciada no final da semana passada.

Na avaliação feita pelo júri, foram considerados o desempenho científico, de desenvolvimento e de inovação, a capacidade pedagógica e outras atividades relevantes, designadamente a competência clínica quer em termos de ensino, quer em termos de investigação, apresentadas pelo candidato, tanto a nível nacional como internacional. 

 

voltar
 
 
Luz Saúde, S.A., Sociedade Aberta © 2018